08 fevereiro 2010

Foto: google

DEPOIMENTO DO RAFA PRA MIM:

Queria, eu, contar com detalhes tudo o que eu penso sobre a tua pessoa. Mudamos o tempo todo, a filosofia, a antropologia, a sociologia e a psicologia feliz ou infelizmente vivem mudando nossa maneira de ver, ouvir e sentir o mundo e as pessoas... Minha opinião vai mudar, mas a amizade vai ficar. Nunca digo "pra sempre", exceto quando exagero (ah, isso é frequente), mas saibas desde já: pelo menos por enquanto o meu desejo é que essa nossa amizade seja perpétua! Esqueci de dizer que... TE AMO. Um beijo do teu amigo, nem sempre presente, mas que sempre pode ser convocado!

EMAIL MEU PRO RAFA:

Rafa,

Com o tempo, com as pessoas, com as minhas experiências, com a minha observação... com a vida eu aprendi que a opinião das pessoas não passa de opinião e não conceitos; aprendi a observar mais a mim mesma que aos outros; aprendi que o passado não se tapa com a peneira, mas não precisamos carregá-lo sempre nas costas como um fardo; aprendi que eu devo exigir mais de mim que dos outros, mas não preciso ser inflexível comigo; aprendi a aceitar meus defeitos, aliás, aprendi a gostar tanto deles que seria difícil eu me desfazer de algum; aprendi que não sou só defeitos; aprendi que não tem como ser bom, justo ou correto o tempo inteiro; e aceitando a minha condição de pessoa humana, falível, vulnerável, normal, eu deixei de sentir culpa por inúmeras coisas que me afligiam, deixei de ser fatalista e imediatista... se eu erro vou lá e conserto; se eu quero vou lá e busco, se é difícil eu tento, se é longe vou seguindo, se no meio do caminho eu não quero mais, eu volto!

As coisas não são nem tão ruins e nem tão boas, são da medida exata de como eu as vejo, as sinto, são exatamente proporcionais ao meu esforço, a minha dedicação... e não sou vítima de mim, nem da minha família, nem da sociedade, sou resultado do que eu quero, do que eu consigo, do que eu transformo, do que eu calo, do que eu não quero fazer... simples e complexo, mas muito mais simples e bem menos doloroso que há algum tempo!


Somos diferentes, temos visões diferentes, temos base diferentes pra tais diferenças, e eu respeito a ti como respeito incondicionalmente a qualquer um, e tu tb me tem como uma amiga que pode ser convocada a qualquer momento... e pode ter certeza que se eu precisar, vou chamar... tenho uma alma solitária, mas não quer dizer que eu viva numa redoma, eu me sinto bem sendo assim, e a menos que isso me traga sofrimento, eu não vou mudar, mas vou me transformando com o tempo, com o cenário que vai se formando, com novas idéias, novas percepções... não somos iguais a vida inteira, mas há algo dentro que não modifica jamais, e essa essência que eu tenho em mim é o que me faz ter orgulho de ser quem eu sou!


Beijos, te amo!
 
*******
O Rafa é legal, mas tem o péssimo hábito de querer que eu seja como ele me vê, de querer dominar a situação, de querer estar sempre certo, e o pior, de querer que eu concorde incondicionalmente sempre... logo eu que não me submeto nem a mim, ou que me submeto só a mim!

Nenhum comentário: