07 abril 2010

A um ausente...


Eu tenho lembrado muito dele, não sei se é saudade, se é capricho, se é vaidade ferida, egoísmo, ou se é falta, muita falta!


Ele é meu caso mal resolvido, meu texto pela metade, minha inspiração pra muitas coisas boas, e pra muitas coisas que doem, uma lembrança doce, forte, sólida, minha pessoa favorita que nunca consegui substituir, meu vazio!

Ele era meu colo, meu ombro, meu momento cultural, meu momento de relaxamento, meu momento de loucura vigiada, meu portinho seguro, meu anti-herói...

Quando penso nele eu tenho mil idéias na cabeça, muito sentimento no coração, e tudo acaba transbordando nos olhos.

Nunca escrevi sobre ele aqui, mas falo aos quatro cantos que ele me faz falta, que eu lembro dele em músicas, em bares, quando eu preciso de um conselho coerente, de um puxão de orelha, quando estou em perigo, encrencada, sinto muito a falta dele o tempo todo...

(pausa para enxugar os olhos)

Com ele eu aprendi que tenho que estar esperta sempre; que falar é só pra quando temos algo a acrescentar e nada a nos diminuir; aprendi que confiança é cristal; que amizade é pra tudo; que devemos estar a nossa frente, mente aberta e cabelo ao vento...

Sem ele eu aprendi a ficar mais calada; a falar mais do que eu sinto; a não esconder o que transborda aos olhos; a me cuidar mais; aprendi a viver o momento; a me entregar quase sem medo, ou com medo, mas a me entregar mais; a ser mais responsável pelos meus atos...

Ele foi meu amigo quando estava comigo, e continuou sendo quando resolveu me deixar sozinha...

Ele não vai voltar, mas eu rezo todos os dias pra que isso aconteça...

Acho que eu deveria dizer pra ele tudo isso, acho que deveria escrever uma carta pra ele, sem esperar resposta, apenas pra desocupar espaço no meu peito...

Sem esperar resposta... ela não virá!

Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei
Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?

4 comentários:

Fiapo de Aipim disse...

Ele é ele que eu tô pensando, né!?

Srta Laís disse...

A resposta dele vai estar la dentro de você! De alguma forma, vc vai saber!

Lindo post! Seja bem vinda ao " Que Seja Doce"

beijoss

Luz da Lua disse...

Fiapooo... tu errou, não é quem tu pensa, o que tu pensa significa bem mais, significa meu amor incondicional... e ambos tinham coisas em comum no meu coração, na miinha vida, na minha história, e por um tempo eu não sentia falta de um pq o outro estava sempre comigo... agora eu não tenho nenhum! Embora o que tu falou esteja aqui pertinho, o outro na vida!

rarumie disse...

acho que talvez eu entenda um pouco dessa semelhança a que você se referiu. e entendo também o quão confuso isso pode ser pra outras pessoas. e sabe, ler isso e reler o que um dia escrevi, me fez ter aquele comichão da saudade de novo. que coisa, né?

beijos, e espero que nos falemos mais :)