04 junho 2012

Pois é...

É até estranho, mas o fim demorou mais que o início e o meio, mas enfim, chegou! Chegou para me libertar de tudo o que me faz feliz, mas que não quer fazer parte da minha vida... É como usar o corpo de alguém para viver... Meio plástico, de mentirinha... Mosaico de ilusão e desejos... De real só a minha vontade que fosse verdade!

Enfim, não vou mais esperar um carinho gratuito teu, nem um beijo inesperado, ou um 'eu te amo' no meio da madrugada, um colo quando eu chego com os olhos transbordando de alguma tristeza que me tenha arrebatado...

Enfim, não vou mais querer ser melhor pra ti, e nem vou mais fazer tudo o que te agrada (e que está ao meu alcance) só para te ver contente, não vou mais te perguntar se está tudo bem quando estiveres quieto, não vou mais dar um jeitinho de facilitar tua rotina, não vou mais fazer carinho no teu peito e nem cafuné até adormeceres, e também não vou mais ouvir tuas queixas e compartilhar das tuas apreensões só para te ver aliviado e para tentar te convencer que tudo vai dar certo!

Enfim, não vou mais cozinhar com primor, carinho e cuidado só para te ver gostar do que eu faço pq na cozinha eu sou turista, mas posso me aventurar a virar nativa se for por ti...

Enfim, não vou mais fazer planos em teu nome, contigo e para nós; montar castelos e brincar de lar doce lar contigo, e também não vou mais cuidar de ti quando estiveres doente...

Enfim, não vou mais sofrer tua ausência, desejar tua presença e arder de paixão...

Enfim, não vou mais te olhar como quem olha a décima maravilha do mundo e suspirar como quem está completa só por estar na tua companhia...

Enfim, não vou mais me especializar em chocolate quente, em massagem e outras coisas mais que tu gosta e que eu só gosto de fazer em ti, pra ti e por ti...

Enfim, minhas amigas não vão mais me ver choramingar por eu não 'saber sabendo' que a tua indecisão não é indecisão e sim é a minha ilusão brincando de baile de máscara...

Enfim, não vamos ter mais nossos dias da preguiça, e nem nossas noites intensas...

Enfim, não vamos mais ter um ao outro, e nisso eu também perco um bocado de 'gentilezas', mas é o preço de quem decidiu que um amor só é bom quando é pra dois!

Enfim, vou fechar meu coração que por ser tão inexperiente em amar se abriu de olhos fechados pra ti...

E enfim e pela última vez vou dizer que te amo e dizer coisas que provavelmente já saibas, mas que será a última vez que irás 'ouvir' de mim: Tu foste minha maior paixão, meu primeiro grande amor, minha melhor opção, minha mais temida escolha, minha maior expectativa, minha loucura e cura, minha inspiração...

Enfim, o FIM!

Nenhum comentário: