14 fevereiro 2013

Valentine's Day

By Google

Gritavam um com o outro, choravam, lamentavam sem saber o quê...

Ele pedia a ajuda dela como quem está no precipício precisando de uma mão pra não sucumbir...

Ela já havia cansado de ficar com a mão estendida por tanto tempo sem ele perceber...

Foi que então exaustos se acalmaram... Ainda havia choro, mas agora era de tristeza, tristeza mútua...

Trégua... Ela estende a mão, ele segura, não seguem juntos, mas a estabilidade de ambos e de cada um já está no horizonte...

Dormiram... E no meio da noite ele sente a falta dela, a mesma falta de sempre, só que dessa vez veio a tão ‘não’ esperada cena final: Ela enfim cortou o laço!

Não é um final feliz, nem infeliz, é apenas um final que também não é o fim...

Existem outros laços que nunca os deixarão totalmente livres...

Nenhum comentário: